Vista-se de atitude: faça a energia girar!

Você Guguta

Inspire-se com a história de Jéssica, a nossa primeira Guguta.



Nesta estreia da seção Você Guguta, vamos contar a história de uma mulher, ainda quase menina, que com consciência e inteligência tem escrito sua própria história de forma inspiradora.

    Jéssica Esposti, moradora da cidade de Volta Redonda, interior do Rio de Janeiro, tem 24 anos, é mãe de 3 e empreende no ramo de alimentação saudável há cerca de 2 anos e meio. Como ela mesma diz, a história da Alimentar está completamente ligada à maternidade e à vontade de ser totalmente ativa na educação e criação de seus filhos.

    Com a maternidade precoce, Jéssica começou a viver aos 14 anos uma angústia que a maioria das mães atualmente vivem: estudar, trabalhar fora de casa e abrir mão da convivência com as crianças.

    Vendo seus filhos serem educados de forma terceirizada - ou pela creche, ou pela televisão – e preocupada com essa ausência dos pais em seus desenvolvimentos, Jéssica se viu cada vez mais optando por estar em casa, priorizando sempre o que fosse melhor para os pequenos, juntamente com o pai das crianças, foi decidido que ela se dedicaria exclusivamente a eles.

    Mais tarde com a separação, veio de novo a necessidade de se vincular a um emprego tradicional e de novo a terceirização da educação de Gabriel (9) e Letícia (7). Com isso, todo o cuidado dos últimos anos, em manter uma alimentação regrada e o ensinamento de princípios pessoais, estava se perdendo pelo distanciamento causado por uma carga horária que ia de 08:00h as 18:00h, e também pelo cansaço e estresse da dupla jornada.

    Preocupações com o meio ambiente, a desvalorização do trabalho e de tudo o que passava pela sua mão, numa gráfica que jogava quilos de lona fora, também pesavam na rotina.

    Essas experiências em empregos convencionais a fez perceber que era capaz de aprender qualquer coisa que se propusesse a fazer, pois o que a impulsionava era a vontade de dar seu melhor às crianças.

    Quando conheceu Leandro –seu atual marido, pai da encantadora caçula Luara e músico - , Jéssica conheceu também alternativas à carteira assinada e convivendo em um meio mais aberto às iniciativas de sustentabilidade, numa tarde, ao assar biscoitos para família, ela teve ali a ideia de investir na venda de quitutes saudáveis. Nasceu ali, naquela tarde comum, a ideia de levar para todas as pessoas um pouco do cuidado que ela já tinha com sua própria família.

    No começo a proposta era fazer alimentos integrais de verdade e não esses ditos “integrais”, que são cheios de farinha branca e que encontramos nos mercados. Mas juntamente com o desenvolvimento pessoal, desenvolveu-se a ideia de oferecer sobremesas e lanches orgânicos, nutritivos, veganos e saborosos. Comidinhas que além de gostosas realmente alimentassem nosso corpo.

    Trabalhar em casa e a flexibilidade de horário conforme a demanda, permitiu a retomada às suas prioridades, permitiu a retomada aos cuidados com a família e com si própria.

    Questionada quanto às pressões sociais que pairam sobre a mulher moderna, Jéssica confessa que em alguns momentos, principalmente durante a gravidez da caçula, ela refletia sempre sobre esses conflitos de não estar numa faculdade ou em um emprego padrão... mas com a serenidade que só o tempo traz, ela percebeu que mesmo fora da vida acadêmica ela nunca parou de estudar (ioga, permacultura, nutrição, história, sociologia, etc; na sua vida são constantes os estudos em diversas áreas).

    Quanto ao seu trabalho, ela teve a primeira troca com o público num festival que a escolheu como fornecedora dos alimentos, ali pela primeira vez ela percebeu a grandeza do que estava fazendo. Com o nascimento da Luara, em julho de 2015, mais do que nunca ela está firme em seu caminho de dedicação ao cuidar, ao alimentar.

    Hoje a Alimentar, além de prover o sustento da casa, reinveste parte das vendas no próprio empreendimento com a compra de novos equipamentos e já fazem projetos para expansão, sempre no caminho do respeito às necessidades da família, da natureza e do futuro.

Inspire-se nessa história Guguta.

Vista-se de atitude e faça a energia girar!

Entre em contato com a gente e nos ajude a contar a história da próxima Guguta